Consumo de antidepressivos no Brasil aumentou 27,4% só em 2016: reflexo da crise, busca pela felicidade ou uma fuga?

 

 

Você sabia que o Brasileiro tem se tornado o campeão no consumo de medicamentos no mundo?

 

Quem nunca apelou para os comprimidos contra dor de cabeça ou dores no corpo quando aquela dorzinha nas costas resolve aparecer e incomodar no meio da correria do dia a dia, ou quando sente que o pescoço pode travar a qualquer momento? E quem não sai hoje em dia dos consultórios médicos com receitas de comprimidos para tratar qualquer enfermidade, sejam dores físicas, ansiedade ou depressão? Sem falar que é comum as pessoas terem em casa a famosa “farmacinha”: a caixinha de remédios que recorrem quando surge uma dor qualquer. Mas a verdade é que muitos desses medicamentos podem até trazer um certo alívio de sintomas por um curto período de tempo, mas na maioria dos casos não há a cura e o alívio dos sintomas não é algo sustentável porque a maioria dos medicamentos não ataca as causas reais das dores e das enfermidades.

 

 

Curando os Males e Aprimorando a Alma

 

A tristeza, a angústia, a ansiedade, a dor e a própria doença antigamente eram consideradas pelos filósofos e artistas como pontos para reflexão e interiorização, autoconhecimento e aprimoramento da alma e, em muitos casos, até uma inspiração para trabalhos artísticos. Hoje, sofrer qualquer tipo de ansiedade é motivo para a ingestão múltipla de medicamentos, mesmo que na maioria das vezes eles sejam dispensáveis. É como se os ansiolíticos, analgésicos, relaxantes musculares, antiinflamatórios, antidepressivos, moderadores de apetite e psicotrópicos em geral pudessem curar todos os problemas de existência do ser humano.

Pra se ter uma ideia do mercado de medicamentos no Brasil, o comércio de antidepressivos gerou R$ 3,4 bilhões em 2016, abaixo apenas do setor de analgésicos, cujas vendas foram de R$ 3,8 bilhões. Segundo um levantamento nacional da seguradora Sulamérica com 13,6 mil empresas, o consumo dos antidepressivos aumentou 27,4% só em 2016. As mulheres representam cerca de 60% das compras dos medicamentos.

 

 

Saúde Emocional e Produtividade

 

A saúde mental e as questões emocionais tem sido motivos de crescentes preocupações para companhias, sobretudo as de grande porte, pois a depressão e ansiedade são os principais entraves para a concentração no trabalho e geram despesas 10% maiores com planos de saúde.

 

O funcionário geralmente tem seu desempenho reduzido por estar debilitado física, emocional e psicologicamente. E para que as companhias atinjam produtividade e qualidade, é preciso ter indivíduos saudáveis e atribuídos de qualidade. 

 

De olho no prejuízo, muitas empresas investem em programas de Qualidade de Vida no Trabalho (QVT), campanhas de conscientização sobre a necessidade do lazer e atividades para o bem-estar, e check-ups periódicos. Porém, muitas empresas têm buscado incorporar programas padronizados de QVT, o que pode levar a resultados contrários ao esperado, uma vez que cada empresa tem a sua especificidade. Ainda há muito por fazer e não existe um padrão, cada programa deve ter um direcionamento.

 

 

Saúde da Mente e da Alma

 

A saúde do brasileiro parece mesmo estar a perigo com tanta ansiedade, nervosismo, estresse e dores crescentes. E até que ponto as pessoas estão envenenando seu próprio “eu” com tantos medicamentos e não o curando verdadeiramente? O aumento do abuso no consumo de medicamentos demanda uma séria reflexão.

 

Que a medicina e o avanço das pesquisas na área médica são extremamente importantes para saúde da humanidade não há dúvida. Mas a medicina não analisa a alma, o espírito, a energia. E é nesse contexto que é preciso um olhar mais profundo para dentro de si mesmo, uma análise da alma, dos pensamentos, das emoções e desenvolver novas habilidades para lidar de forma construtiva com elas.

 

Invista no cuidado e na expansão do seu maior patrimônio: a sua mente. Afinal de contas, é onde tudo começa, não é mesmo? Ou será que não seria no coração? Ahhh... mas esse papo eu vou deixar para um outro post! 

 

Acredite, vale a pena investir no seu autoconhecimento e aprender como você funciona! Muito provavelmente vai gerar uma boa economia na farmácia e uma série de novas conquistas na sua vida! Descubra como você pode construir um mindset mais favorável pra você e, acredite, isso vai ser um motor propulsor na sua vida!

 

 

 

 

Share on Facebook
Share on Twitter
Please reload

Siga

  • Facebook
  • Instagram
  • LinkedIn
  • Twitter - Círculo Branco

​© 2017 STUDIO Ágata Todos os Direitos Reservados